segunda-feira, 4 de maio de 2009





Recado à minha família:

Às vezes me sinto tão pequena, quase invisível. Me sinto tão diferente de todo mundo, tão fora dos padrões, que acabo ficando sozinha. Me perco muito, às vezes nem sei mais o que sou, o que era, o que pretendia ser. Peço auxílio a Deus, mas sempre caio no mesmo vão da minha confusão eterna. Sinto falta de um chão, sinto muita falta de vocês !

Um comentário:

Lia disse...

Somos uma nova familia, aqui!