sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Mantra



A vida está situada em um só lugar. Não há opção neste momento, por mais que se procure. O mantra foi repetido tantas vezes, que ganhou vida inesperavelmente. E que vida, vida que arrebata, que confunde, que entusiasma. Se a vida está aqui situada, todo o entendimento também deve estar. Ele deve ser obrigado a vir junto, senão nada fará sentido. De que adianta tanta luz se ela não consegue direcionar-se pro lugar escuro? Nada. Ela tem de ir pro breu, é ali que seu brilho fará algum sentido, onde testará sua real intensidade. Afinal, iluminar o que já é claro é tarefa simplória demais. Eis então que ela faz-se notar, pouco a pouco. Seu calor invade cada poro do corpo e afirma seu lugar ali, dentro da alma, debaixo da pele, informando que vai se manter ali, ali agora é sua morada fixa, e sua primeira fuga também é iminente... sua explosão enfim acontecerá, e a fará habitar cada espaço opaco do lugar, do lugar em que a vida está.
Não irá embora, não mais !

Um comentário:

Raissa disse...

Amo! Eles são a nova trilha sonora da minha vida. Além de tudo, teatrais!